Saúde

Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo continua em Capivari

O Dia D da primeira etapa aconteceu no último sábado (19) para atualizar a caderneta de vacinação das crianças não imunizadas contra o sarampo

O Ministério da Saúde e a Secretaria de Vigilância em Saúde estão realizando a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, que será dividida em duas etapas. O dia D de mobilização nacional da primeira etapa aconteceu no último sábado (19).

No período de 7 a 25 de outubro será realizada a vacinação de todas as crianças não vacinadas de seis meses a menores de cinco anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias).

No período de 18 a 30 de novembro será realizada a vacinação de adultos jovens não vacinados na faixa etária de 20 a 29 anos de idade. O dia D de mobilização nacional da segunda etapa acontece no dia 30 de novembro.

SOBRE A VACINA

A vacina é aplicada por meio de injeção subcutânea, e não deve ser tomada por gestantes e pessoas com a imunidade reduzida ou comprometida. Quem teve caso diagnosticado de sarampo, com total certeza do diagnóstico, não precisa tomar a vacina. Todo caso suspeito de sarampo precisa ser avaliado por um médico e notificado imediatamente à Vigilância Epidemiológica.

“É fundamental tomar a vacina, não somente esta contra o sarampo, mas estar sempre em dia com todas as vacinas, pois muitas doenças que já estavam erradicadas só voltam a circular no meio de nós devido a estas falhas na imunização, de pessoas que não procuram o atendimento e fazem o vírus circular”, diz Simoni Pacheco, diretora de Vigilância em Saúde.

ONDE SE VACINAR

A vacina é gratuita e está disponível nas unidades de saúde e no CEAMC.

O atendimento está sendo realizado durante a semana das 8h às 16h (exceto no CEAMC) e o munícipe deve procurar o posto de saúde mais próximo com a Carteira de Vacinação em mãos. No CEAMC, a vacinação acontece durante a semana das 7h às 11h30 e das 13h às 16h.

O SARAMPO

O sarampo é transmitido por vírus, uma doença infecciosa aguda e contagiosa, que pode ser transmitida por meio de secreções que são expelidas ao tossir, espirrar ou até mesmo falar.

Estão entre os primeiros sintomas: febre acima de 38,5o, manchas avermelhadas pela pele, que começam pelo rosto e atrás da orelha e em seguida, se espalham pelo corpo. Em média, os primeiros sintomas aparecem após 10 ou 12 dias do contato com o vírus.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar