Saúde

Santa Bárbara d’Oeste tem segunda morte por gripe H1N1 em 2019

A Secretaria de Saúde de Santa Bárbara d’Oeste (SP) confirmou a segunda morte por gripe H1N1 na cidade. A vítima era uma criança, e com isso, a região de Piracicaba (SP) já soma oito mortes pela doença. Santa Bárbara também informou que o primeiro óbito por febre maculosa foi registrado no município.

Segundo a Saúde, a vítima de H1N1 é um menino de 3 anos que morreu no dia 15 de julho. Ele era morador do bairro Mollon.

A primeira morte pela doença confirmada no município foi em agosto, em que a vítima era uma mulher de 40 anos.

Com essa confirmação, os números de casos que evoluíram para óbito de H1N1 na região sobem para oito casos:

Continua depois da Publicidade
  • Piracicaba (2 mortes)
  • Limeira (2 mortes)
  • Santa Bárbara d’Oeste (2 mortes)
  • Nova Odessa (1 morte)
  • São Pedro (1 morte)

Em toda a região de Campinas (SP), já são 20 mortes pela doença, e incluem as cidades de Americana, Hortolândia, Indaiatuba, Itapira, Serra Negra, Valinhos, Campinas e Vinhedo.

Registro de febre maculosa

Santa Bárbara também confirmou a primeira morte por febre maculosa na cidade este ano. Com isso, a região soma três mortes pela doença.

De acordo com a Saúde municipal, a vítima era um homem de 70 anos, morador do bairro Glebas Califórnia, que morreu no dia 15 de agosto. Informações sobre contágio não foram passadas pela prefeitura.

A outra cidade da região a registrar casos da doença foi Piracicaba, com três, entre eles duas mortes. Nos casos em que as vítimas morreram, uma delas era uma mulher entre 20 e 29 anos e um homem entre 30 e 39 anos, de acordo com a Saúde municipal.

Do G1

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar