Saúde

Dr. Gillys requer a realização de campanha sobre o mal de alzheimer

O vice-presidente da Câmara Municipal, vereador Gillys Esquitini Scrocca (PTB) requereu ao Poder Executivo, através do documento nº 193/2015, informações quanto à realização de campanha educativa sobre o Mal de Alzheimer.

O requerimento, votado na última sessão, na noite de segunda-feira, 5, aguarda resposta do Executivo. Através dele, o parlamentar pretende a instituição de campanha sobre o tema, no mês de setembro de cada ano. Isto porque o dia 21 de setembro é considerado o Dia Mundial do Mal de Alzheimer, uma doença genética, que passa de pais para filhos. Ela pode não se desenvolver em todas as pessoas.

O vereador Dr. Gillys afirma que a campanha educativa é muito importante para a população conhecer a doença, suas causas, a prevenção e consequências. “A prevenção é fundamental, pois na sociedade local, e, até mesmo no âmbito nacional, existem pessoas que ainda não têm informações sobre a doença. Quanto à divulgação da campanha poderá ser através da imprensa oficial e demais órgãos, e deverá ser feito um amplo trabalho educativo e preventivo, o que seria muito útil para nossa gente, especialmente a quem desconhece os cuidados que prejudicam o diagnóstico precoce, amenizando o surgimento da doença”, explica.

O Alzheimer é uma doença neuro-degenerativa. Ela provoca o declínio das funções intelectuais, reduzindo as capacidades de trabalho e relação social e interferindo no comportamento e na personalidade. De início, o paciente começa a perder a memória mais recente. Pode até lembrar com precisão acontecimentos de anos atrás, mas esquecer que acabou de realizar uma refeição. O Alzheimer causa grande impacto no cotidiano da pessoa.

No Brasil, cerca de 900 mil pessoas com mais de 60 anos de idade, sofrem do Mal de Alzheimer, segundo dados da Associação Brasileira de Alzheimer (Abraz). Em todo o mundo, 15 milhões de pessoas têm Alzheimer, doença incurável acompanhada de graves transtornos às vítimas. Nos Estados Unidos, é a quarta causa de morte de idosos entre 75 e 80 anos. Perde apenas para infarto, derrame e câncer. (Fonte: www.minhavida.com.br)

Algumas dicas simples para desacelerar a chegada do Mal de Alzheimer são a prática de atividades que mantenham o cérebro ativo, exercícios regulares, pelo menos 3 a 5 vezes por semana, dieta rica em vegetais, peixes e frutas que ajudam a nutrir corretamente o cérebro, dormir bem, pelo menos 8 horas por noite, manter a pressão arterial controlada e até, a ingestão de uma taça de vinho tinto por dia. “Estas são alguns recomendações simples que podemos fazer diariamente, e que, se colocadas em prática, ajudam as pessoas a ter uma vida saudável e a prevenir o Mal de Alzheimer”, afirma Dr. Gillys.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo