Região

Secretaria de Saúde descarta caso suspeito de coronavírus em Porto Feliz

O Instituto Adolfo Lutz descartou o caso suspeito de coronavírus (Covid-19) em Porto Feliz (SP). A Secretaria Municipal de Saúde informou, na manhã desta sexta-feira (14), que o resultado do exame foi negativo. A família já foi informada e recebeu o laudo emitido pelo instituto.A notícia é do site G1.

Apesar disso, a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo continua monitorando outros três pacientes com suspeita da doença no estado. Ao todo, o Brasil investiga 11 casos suspeitos de coronavírus. No entanto, não há nenhuma confirmação no país.

A suspeita de Porto Feliz era de uma criança que esteve na China nos últimos 14 dias. Segundo a diretora da Vigilância Epidemiológica, Helena Sato, ela passou a ser monitorada por ter apresentado febre e problemas respiratórios.

De acordo com Helena, a criança foi atendida em Sorocaba e todos os cuidados foram tomados depois de colhidas as informações.

A família ficou em isolamento domiciliar e também passou por cuidados. Equipes de saúde entraram em contato ou foram até a casa deles durante o período de incubação do vírus. A mãe da criança não apresentou sintomas.

Cuidados

Os pacientes considerados suspeitos estão em isolamento domiciliar e seus familiares estão sendo orientados com relação às medidas necessárias para se prevenirem, como uso de máscaras, higienização das mãos e não compartilhamento de objetos de uso pessoal.

Além disso, os parentes receberam orientações sobre os cuidados requeridos para os pacientes, que incluem hidratação e permanência em casa, sem circulação por outros locais e evitando contato com familiares e amigos, por exemplo.

Mesmo com o caso descartado em Porto Feliz, as Vigilâncias Sanitária e Epidemiológica recomendam que os moradores tomem os seguintes cuidados:

  • Lavar regularmente as mãos;
  • Cobrir boca e nariz ao tossir e espirrar;
  • Evitar aglomerações e ambientes fechados;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos e garrafas;
  • Se apresentar sintomas, procurar o serviço de saúde mais próximo.

Botão Voltar ao topo
Fechar