Região

MP pede suspensão de concurso da Companhia Ituana de Saneamento por irregularidades

O Ministério Público pediu a suspensão de um concurso público aplicado pela Companhia Ituana de Saneamento (CIS) em dezembro de 2019. O TEM Notícias, da TV TEM, identificou que, das 40 questões da prova, 30 haviam sido copiadas de outras provas já aplicadas e até de apostilas de escolas.

O concurso foi realizado para ocupar 22 vagas em áreas diferentes, mas foi anulada somente a prova para a vaga de psicólogo organizacional. No total, 1.200 pessoas participaram da seleção.

O inquérito foi aberto pelo Ministério Público depois que uma candidata que achou a prova diferente chegou em casa, foi pesquisar na internet e encontrou várias questões copiadas. A mulher, que preferiu ter a identidade preservada, juntou o material e apresentou ao MP.

“Eu coloquei a prova inteira, digitei a questão no Google e apareceu a questão de uma outra prova, que era da prova plagiada. Quem teve acesso às questões sai na frente dos outros candidatos. E não foram só provas antigas de 2010, por exemplo, mas das provas atuais de 2018. Na hora de estudar, a gente sempre pesquisa uma prova para ver o que cai normalmente e então a pessoa pode ter tido acesso nesse sentido também”, conta.

Continua depois da Publicidade

Por recomendação do MP, as 41 pessoas que fizeram a inscrição para esta vaga específica serão reembolsadas. Os candidatos pagaram R$ 65,50 pela taxa de inscrição. Para receber o dinheiro de volta é necessário entrar no site da companhia, na aba de concursos.

A SHDias Consultoria e Assessoria, responsável pela realização do concurso público, já tem um histórico de outros problemas com questões copiadas.

Continua depois da publicidade

A empresa assumiu que atua no setor há 30 anos, mas ainda é pequena e não tem como avaliar as fontes das questões formuladas pelos profissionais contratados especificamente para a função. Assim que teve conhecimento da recomendação do MP, a SHDias disse que descredenciou o responsável pelas questões.

Em nota, a CIS explicou que a SHDias venceu a licitação para organizar o concurso e que não encontrou nenhuma irregularidade em relação à empresa após pesquisá-la no Tribunal de Contas. Ainda segundo a companhia, por enquanto, não há previsão para a realização de uma nova prova.

Botão Voltar ao topo
Fechar