Política

Davi destaca reformas ao falar a empresários brasileiros nos EUA

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, disse nesta quinta-feira (28) a empresários brasileiros, em um evento em Orlando, nos Estados Unidos, que “o Brasil começa a receber um sopro renovador para a abertura econômica”. Ele destacou a determinação do Congresso Nacional em busca de reformas que tragam a retomada da capacidade de investimento do Estado brasileiro e a melhoria do ambiente de negócios. 

— Parece haver uma compreensão mais clara, por parte da sociedade e dos agentes econômicos, quanto à necessidade de promover reformas que reduzam o gigantismo do Estado e promovam a retomada do crescimento — afirmou o senador na Convenção de 40 anos da Associação Brasileira de Distribuidores Honda.

Davi, que estava acompanhado dos senadores Ciro Nogueira (PP-PI) e Kátia Abreu (PDT-TO), ressaltou a importância do diálogo entre o Legislativo e o Executivo para a reforma da Previdência, promulgada neste mês.

No evento, o presidente da Honda para a América do Sul, Issao Mizoguchi, anunciou R$ 500 milhões em investimentos na modernização da unidade Moto Honda da Amazônia, em Manaus, até 2021. A expectativa da empresa é a geração de mais de 100 mil empregos diretos em toda a cadeia produtiva.

— As mudanças que o Parlamento fez e está fazendo na área econômica foram essenciais para garantir segurança jurídica. Confiamos na recuperação do setor e na estabilidade do país — disse Mizoguchi.

A Honda atua no Brasil desde 1971. Em 1976, a empresa japonesa inaugurou a fábrica de motos, em Manaus. Desde então, a unidade produziu mais de 23 milhões de motos, além de quadriciclos e motores estacionários. 

Prosperidade e inclusão

O presidente do Senado lembrou que, em fevereiro, quando a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6/2019 começou a ser analisada pelo Congresso, dados do Ministério da Economia indicavam que o rombo da Previdência atingira mais de R$ 120 bilhões em 2018. As projeções davam conta de que a dívida bruta do governo ultrapassaria 100% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2023.

— Era uma perspectiva desesperadora para o Brasil, que não poderia se concretizar. A reforma da Previdência, aprovada pelos parlamentares e promulgada por mim, na qualidade de presidente do Congresso Nacional, irá proporcionar economias ao Estado, permitindo um aumento dos investimentos governamentais — contou.

Além da Previdência, Davi citou outras reformas estruturantes da agenda econômica, como a tributária e a administrativa, e ainda a PEC Paralela, proposta já aprovada no Senado que permitirá aos estados, municípios e DF implantar as novas regras previdenciárias.

— Seguiremos trabalhando nas reformas, com o intuito de criar um ambiente favorável à prosperidade econômica e à inclusão social — afirmou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Botão Voltar ao topo
Fechar