Política

Em entrevista, Prefeito César Moreira faz um balanço sobre ano de 2015

O Prefeito César Moreira fez um balanço de sua administração relembrando as principais obras de seu governo, falando das principais dificuldades e de suas perspectivas para 2016. Confira:

Prefeito, diante de toda a crise financeira, principalmente enfrentada neste ano de 2015, a Prefeitura de Rafard conseguiu dar andamento às obras na cidade?

Realmente foi um ano difícil, mas graças ao trabalho de toda equipe não paramos de investir. Somente em 2015 recapeamos 8 ruas, sendo que 2013 e 2014 já havíamos recapeado mais de 15 ruas, adquirimos 2 novos veículos, que já se somam a outros 16 adquiridos durante a nossa administração, uma verdadeira renovação de frota. Isso sem contar com os investimentos feitos em obras como Campo Society, Centro de Atividades no bairro Sete Fogões, construção de creche, casas populares, conclusão da reforma do Posto de saúde, instalação de duas academias ao ar livre, além do que já havíamos feito em anos anteriores como a Farmácia, a inauguração do CRAS, do telecentro as outras áreas de lazer tais como parquinho e equipamentos para exercícios da terceira idade dentre outras coisas.

E nas áreas de Cultura, Esporte e Turismo houve investimento?

Sim. Pelo Centro Cultural de Rafard e Ginásio de Esportes passam centenas de crianças mensalmente que participam de nossas inúmeras atividades. São aulas de Ballet, o projeto guri com aulas de cavaco e violão, aulas de street dance e agora aulas de zumba, teatro e desenho. Sem contar com as dezenas de crianças que se dedicam à capoeira, futsal e Futebol. Neste ano, Rafard realizou vários campeonatos e também conquistou diversos títulos. Não podemos deixar de destacar também as diversas exposições ocorridas no centro cultural e o Miss Afro, que foi um show de cultura. No turismo também estamos caminhando para o desenvolvimento. Com a chegada da Abaçaí, Rafard será em um futuro próximo o vórtice da cultura caipira regional. Nesta semana mesmo tivemos o culto da paz com diversas frentes religiosas reunidas. Isso fomenta o turismo.

Como o senhor trabalhou para a área de desenvolvimento econômico e industrialização?

Após diversas tratativas com proprietários de terras que se iniciaram ainda no ano de 2013, o Distrito Industrial de Rafard teve a sua área praticamente triplicada. Estamos negociando com multinacionais e outras empresas. Minha perspectiva é que consigamos gerar nos próximos 5, 6 anos cerca de 500 novos empregos. Teremos um subestação de energia e gás natural.

 

E Rafard tem mão de obra capacitada para atender a demanda?
Rafard está investindo em mão de obra em diversos segmentos. Somos privilegiados por termos em nossa cidade o SENAI, na cidade vizinha uma Escola Federal e em nosso município uma Diretoria de Assistência  Social bastante engajada na conquista de cursos. Neste ano investimos em cursos de informática para todas as idades, curso de costura e curso de cabeleireiro.

E a Educação como está?

A Educação de Rafard é referência, pois além de trabalharmos com o Sistema Anglo de Ensino, temos profissionais que se capacitam frequentemente. Estamos também investindo em infraestrutura. Em 2016 inauguraremos nova creche. Sem contar que logo que assumimos terminamos as obras da Creche Enzo para funcionamento e investimos no ano passado na reforma da escola Aurélio.

 

E na área de Saúde, que muitas vezes é motivo de críticas por parte da população, houve investimento?

A Saúde de Rafard, apesar de ser Unidade Básica de Saúde é uma das únicas da região que atende 12 horas. Temos hospitais particulares que não possuem atendimento pediátrico. Nossa saúde bucal é referencia e atende até mesmo com próteses dentárias. Temos dentistas que atendem nas escolas, levamos dezenas de pacientes semanalmente a centros especializados. Construímos uma nova farmácia, reformamos a Unidade Básica de Saúde, adquirimos novos equipamentos de saúde. Críticas, existem, nós sabemos uma vez que médicos estão escassos em todo o Brasil, uma vez que o mundo vive uma de suas piores crises, então as vezes não conseguimos recursos para todos os medicamentos necessários, mas é necessário lembrar também que ao mesmo tempo que a saúde enfrenta problemas em todo o país, a saúde de Rafard atende muita gente. Quantas consultas são realizadas diariamente… Quantos agentes trabalham na prevenção de doenças… quantas vacinas são dadas… quantos pacientes são transportados, consultados e recebem medicamento? Então acredito que apesar de termos falhas a serem corrigidas, ainda temos uma saúde em Rafard, que supera muitas unidades Básicas da região.

Prefeito as casas populares iniciaram no seu mandato, como andam as obras?

Na área da habitação tivemos muitos avanços, muitos mesmo. Todos sabem o quão difícil é conquistar e construir casas.  Quando assumimos alguma coisa estava encaminhada, mas tivemos que nos esforçar muito para que as casas saíssem do papel. Refizemos o projeto, conseguimos novos documentos e enfim iniciamos a construção de 146 casas populares. Paralelamente a isso trabalhamos para conquistar a área de Itapeva para que mais casas pudessem ser construídas lá. Estamos negociando a construção de mais 100 casas próximo ao Centro Cultural e em breve falaremos mais sobre isso. Também não podemos esquecer dos loteamentos particulares, que dependem sim da agilização da Prefeitura e que oferecem mais oportunidades de habitação para a cidade.

 

E a situação do abastecimento de água e meio ambiente, como avançou?

Pela situação que pegamos essas áreas, a cidade avançou muito bem. Acredito que foi feito o que foi possível, uma vez que há muito tempo ninguém investia nessas áreas na cidade. Em relação a água trocamos bombas e reformamos poços, conseguimos as outorgas, instituímos a política de corte, fizemos limpezas. A falta de água ainda acontece porque o encanamento é muito antigo e é necessário cortar a água para fazer manutenções. Na área de meio ambiente concluímos uma etapa importantíssima para a cidade, que é o Plano de Abastecimento e Residuos Sólidos, que Rafard não possuía e isso impedia de receber recursos estadual e federal. Agora, com a aprovação desse plano estamos no caminho do desenvolvimento, inclusive em relação a água e esgoto, que também dependem desse Plano.

E quais as perspectivas para 2016?

Apesar de ainda estarem previstas as consequências da crise e de ser ano eleitoral, onde muita coisa para, estamos bastante esperançosos para o próximo ano. Pretendemos fazer mais recapes, avançar na questão das casas, inaugurar a creche e ainda iniciarmos as obras do projeto do CEPAR, com a reconstrução do ginásio, pavimentação de algumas ruas e construção de mais um campo sintético. Existem mais novidades sendo trabalhadas. Em breve anunciaremos cada uma delas.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo