Brasil

Homem é preso por matar patrão após ser chamado de gay, no PA

O funcionário de uma oficina mecânica localizada em Itaituba, no sudoeste do Pará, foi preso no último sábado (15) após confessar que matou a tiros o ex-patrão, Josean Silva de Abreu, de 45 anos. Em depoimento a polícia, o homem confessou que cometeu o crime após ser chamado de “gay” em uma discussão.

De acordo com a Polícia, a discussão teria ocorrido na sexta-feira (14). Na manhã seguinte, o funcionário teria voltado para oficina com uma arma calibre 12. Ele teria conversado com o patrão antes de realizar o disparo. Segundo testemunhas, Josean morreu na hora.

Após o crime, segundo o site G1, o funcionário se apresentou espontaneamente na delegacia. Ainda na seccional, o homem confessou que ainda possuía uma outra arma em casa. Ele foi acompanhado até a residência para que entregar a arma à polícia.

Botão Voltar ao topo
Fechar