Brasil

Programa oferta óculos de grau a R$ 60 a famílias de baixa renda

De acordo com um levantamento do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (OFM), 10% dos alunos do primário precisam de óculos de grau para corrigir miopia, astigmatismo e hipermetropia. A mesma pesquisa conta que 80% das crianças em idade escolar nunca fez exames de vista — as armações e lentes ainda são caras e grande parte da população não tem acesso a elas.

Para ajudar famílias de baixa renda a conseguir os óculos de grau, o programa nacional Ótica Cidadã oferece os acessórios por R$ 60 àqueles que comprovem rendimento de até R$ 1.200, incluindo beneficiários do Programa Bolsa Família e desempregados.

“Com o Ótica Cidadã, conseguiremos beneficiar ainda mais pessoas que não têm condições financeiras de comprar seus óculos e, consequentemente, evitar problemas como a evasão escolar em decorrência dos problemas de visão”, afirma Sandra Abreu, diretora do Instituto Ver & Viver, responsável pela iniciativa. “Dados estatísticos mostram que 80% dos problemas com a visão podem ser facilmente resolvidos com um par de óculos”, complementa.

O programa está presente em 23 estados e no Distrito Federal, com 454 óticas cadastradas pelo país, e atende não só o titular, mas também seus filhos menores de idade e cônjuge. No DF, há apenas uma empresa, a Óticas Brasiliense, em Ceilândia Centro.

É preciso imprimir um cupom na página do projeto, preencher um cadastro, levar apenas a receita médica com validade de até seis meses, um comprovante de renda abaixo de R$ 1.200 ou cartão Bolsa Família e documento com foto.

Informações do Metroples

Botão Voltar ao topo
Fechar