Notícias

PF investiga esquema de extração ilegal de minérios em Minas Gerais

Belo Horizonte/MG – Na manhã de hoje, 28/11/2019, a Polícia Federal deflagrou a Operação “Lodo Verde II”, para combater os crimes de usurpação de patrimônio da União, contrabando, lavagem de dinheiro e organização criminosa, em Minas Gerais.

Cerca de 120 policiais federais participaram da ação, cumprindo 32 mandados judiciais na região das cidades mineiras de Curvelo e Inimutaba, sendo dez de prisão preventiva e 22 de busca e apreensão; todos expedidos pela 4ª Vara da Justiça Federal de Belo Horizonte. Dos mandados judiciais de prisão preventiva, três se destinaram a estrangeiros que praticavam os crimes investigados.

As investigações tiveram início a partir de informações colhidas durante a primeira fase da Operação “Lodo Verde”, deflagrada em dezembro de 2012 pela Polícia Federal. Ela objetivava coibir um esquema de extração ilegal de cristais de quartzo e pedras semipreciosas, para abastecimento do mercado asiático.

A Polícia Federal tem incrementado a eficiência no combate aos crimes contra o meio ambiente desde o advento da Lei nº 12.683/2012, que alterou a Lei de Lavagem de Dinheiro (Lei nº 9.613/98), passando a permitir que qualquer infração penal figure como antecedente à lavagem de dinheiro.

Mediante representação da Polícia Federal, a Justiça decretou o sequestro de bens imóveis e veículos e o bloqueio de contas bancárias (no mínimo de mil reais até o limite de dez milhões de reais) e de aplicações financeiras dos investigados e de pessoas jurídicas vinculadas a alguns deles.

Os presos serão encaminhados para a penitenciária Nelson Hungria, onde permanecerão à disposição da Justiça Federal. Se condenados, poderão cumprir até 28 anos de reclusão.

 

 

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Minas Gerais

[email protected] | www.pf.gov.br

Contato: (31) 3330-5270

 

Botão Voltar ao topo
Fechar