MundoNotícias

Agricultor corta dedo para evitar que veneno de cobra se espalhe, depois descobre que não havia risco

Ao ser picado por uma cobra, o agricultor chinês Zhang, de 60 anos, agiu rápido: cortou o próprio dedo antes que o veneno do animal se espalhasse. Quando chegou no hospital na cidade de Hangzhou, a 80km de onde vive, descobriu que o veneno da serpente na verdade não é tóxico, e ele não corria risco algum.

Zhang acreditava ter sido picado por uma cobra conhecida como “cobra dos cinco passos”, que recebe esse apelido porque os moradores da região acreditam que as vítimas de seu veneno não conseguem andar nem cinco passos antes de morrerem.

Médicos contaram ao jornal South China Morning Post que o veneno da cobra (que se chama Deinagkistrodon) na verdade não é tão tóxico como se acredita. Um dos profissionais de saúde, Ren Jinping, informou a um canal de televisão local que Zhang não apresentava nenhum dos sintomas comuns das vítimas de picadas de cobra: dor de cabeça, dificuldade para respirar ou sangramento nas gengivas.

Os médicos contam, ainda, que a reação que Zhang teve não é rara na região, devido à má fama da cobra. Na maioria dos casos, o veneno da serpente só causa sangramento, dor e inchaço.

Infelizmente, o agricultor deixou o pedaço do dedo no local onde foi picado – o que significa que os médicos não conseguiram reimplantá-lo.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar