Norma Regulamentadora 18 atualiza regras de segurança na construção civil

Depois de vários adiamentos, a nova norma regulamentadora da construção civil foi apresentada na sede do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil de São Paulo (Sintracon-SP) na tarde da segunda-feira (10). Mas o que muda com a NR 18?

Ao longo dos últimos meses, integrantes do grupo tripartite (formado por representantes dos empresários, governo e trabalhadores) debateram sobre a segurança no setor da construção civil.

A Norma Regulamentadora 18 foi estruturada para atender a demandas recentes da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Entre as atualizações da NR 18, a partir de agora a elaboração do Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR) fica a cargo de um engenheiro responsável, no caso de obras com mais de sete metros de altura e 10 trabalhadores, ou de um técnico em segurança no trabalho, em empreendimentos menores.

A NR 18 foi elaborada para flexibilizar e deixar a cargo das empresas e dos engenheiros a decisão sobre quais medidas de segurança devem ser tomadas, eliminando o processo anterior, em que Norma Regulamentadora estabelecia as estratégias e procedimentos únicos que deveriam ser executados.

“Isto deixava a tarefa engessada e prejudicava até o uso de novas tecnologias construtivas, muitas vezes mais seguras do que os equipamentos tradicionais”, afirma a assessoria de imprensa do governo federal.

De acordo com nota divulgada pelo governo federal, a expectativa é que diversos setores da construção civil possam se beneficiar.

Publicidade

Funcionários que mexem com concreto para laje ou piso, com madeiras, pinturas, tubulações e outras áreas da construção civil devem ser impactados com as novas medidas.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar