Governo de SP estabelece Hospital do Ibirapuera como referência para região de Piracicaba

Com a queda da COVID-19 na capital, hospital de campanha estadual atenderá casos de Piracicaba, além de seguir recebendo pacientes de Campinas

O Governo do Estado de São Paulo anunciou nesta terça-feira (14) novas medidas para fortalecer a assistência a casos de COVID-19 da região de Piracicaba: a ampliação de leitos de Terapia Intensiva no Hospital Regional Dra. Zilda Arns, e a definição de fluxo para encaminhamento de casos regionais para o Hospital de Campanha do Ibirapuera, localizado na capital.

O Hospital Regional, que já é referência para casos do novo coronavírus, passa a contar agora com com 92 leitos exclusivos ao tratamento de pacientes diagnosticados com a doença. A ampliação inclui 12 novos leitos de UTI adulto, que somam-se a outros 38 leitos do tipo e mais 42 de enfermaria. A ativação dos novos leitos será gradativa no decorrer de julho.

Outro grande reforço para aprimorar o atendimento aos casos da região foi a definição de encaminhamento preferencial ao Hospital de Campanha do Ibirapuera, uma vez que já se verifica redução da demanda de internação na cidade de São Paulo. Medida similar foi estabelecida para a região de Campinas na semana passada e anunciada em coletiva de imprensa no dia 8 de julho.

“Recentemente direcionamos casos de Campinas para encaminhamento preferencial ao Hospital do Ibirapuera e agora estamos incluindo Piracicaba nesta diretriz”, disse o Secretário Executivo de Estado da Saúde, Eduardo Ribeiro Adriano. “As duas medidas reafirmam a dedicação do Governo do Estado à missão de salvar vidas, por meio da ampliação da rede pública de saúde para enfrentamento da pandemia”, complementou.

O Hospital de Campanha é referenciado e recebe pacientes encaminhados por outros serviços, com apoio da Cross (Central de Regulação e Oferta de Serviços de Saúde). Nesta terça, estão internados 132 pacientes na unidade, incluindo 35 da região de Campinas.

Inaugurado em 1º de maio, já atendeu 1.851 pacientes, deu 1.338 altas e houve dez óbitos. Possui 240 leitos de enfermaria e 28 de UTI, além de sala de descompressão, consultórios médicos e tomografia. Mantém estratégias de humanização voltadas ao acolhimento e contato com os familiares sobre os pacientes internados, garantindo a prevenção à COVID-19 por meio do isolamento social.

Publicidade

A unidade instalada pelo Governo do Estado no Complexo Desportivo do Ibirapuera conta com wi-fi para que todo paciente com bom estado de saúde possa usar o seu celular pessoal, para fazer contato com familiares e utilizar suas redes sociais. Além disso, no momento da internação, a família recebe um contato de Whatsapp do Serviço Social para que possa tirar dúvidas ou entrar em contato sempre que preciso. O hospital também envia boletins diários com atualizações por meio de ligações, mensagens ou vídeo-chamadas. Caso haja alguma dificuldade de contato há também um serviço de apoio à família para auxiliar a comunicação.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar