Diogo Tedeschi (Gelinho) fala sobre eleições e possibilidades em 2020

Ainda repercutindo as possíveis pré-candidaturas ao executivo de Capivari, que o SeuJornal publicou esta semana, hoje também recebemos o contato do presidente do PV, Diogo Tedeschi, conhecido como Gelinho.

NOTA DE ESCLARECIMENTO – Eleições 2020
Diogo Tedeschi GELINHO
Na data de 15 de julho de 2020, o veículo de comunicação e imprensa SeuJornal, divulgou nomes de caráter especulador para concorrer as próximas eleições e fez uma citação do meu nome, para o executivo, eu agradeço a intenção e indicação, mas quero em meu perfil expor a minha reflexão e gostaria muito que como direito de resposta o órgão de imprensa responsável pelo ocorrido compartilhasse meu pronunciamento.

Acredito que a publicação indiretamente construiu sem intenção uma estratégia muito inteligente e positiva para a atual situação do governo, naturalmente criando uma empolgação e gerando estímulos em diversas lideranças no processo decisório de efetivar uma provável candidatura, o que dividiria ao máximo os votos dos cidadãos descontentes, aumentando a distância dos representantes daqueles que estariam satisfeitos com o cenário político econômico da cidade, evento que eliminaria novos líderes do futuro legislativo do município, aumentando a margem para predomínio político enraizado da fatia controladora tradicional de décadas, e mesmo sem caráter premeditado cria também uma atmosfera de tensão desunindo ainda mais a já desunida oposição ou no mínimo inibe que a mesma se una, fator que aumentaria o equilíbrio de uma disputa.

O estudo do comportamento humano do brasileiro demonstra uma cultura mais crítica, principalmente em redes sociais do que apoiadora, a classe de apoio fica omissa e prefere a discrição, com razão, contudo favorece ainda mais o protagonismo consolidado, pois as críticas e ironias sobre os novos nomes predominam, enquanto isso, silenciosamente o continuísmo vai disparando.

Capivari nas ultimas eleições teve a escassez de candidatos, acredito que não agrega, porém o excesso também não é vantajoso para o povo apesar de sua encenação criar perspectiva e esperança nas pessoas.

Um dos grandes males do mundo é o ego ganancioso e oportunista resultante da obcessão pelo poder, deveríamos pensar em apenas deixar a nossa contribuição para a sociedade, dessa maneira evoluiríamos com mais rapidez e solidez, coerente com um raciocínio novo de países de maior progresso como disse Robert Frederick Smith, fundador e CEO da Vista Equity Partners divulgado pela Forbes “O mundo está pronto para uma real mudança sistêmica.

É preciso encaixar isso em produtos, serviços e novas maneiras de fazer as coisas” e eu completo “e de fazer uma nova política”. Muito obrigado a todos e peço desculpas por qualquer equívoco, nenhuma verdade é absoluta, muito menos a minha, procuro administrar com a participação e absorção das ideias e sugestões das pessoas, especialistas ou usuários que necessitam a todo instante de políticas públicas para a coletividade.

Publicidade

Estou sim participando mais ativamente do meio político, com a presidência do PV e pesquisando uma pré-candidatura legislativa no momento, meu sonho é cada vez mais levar essa mensagem as novas gerações para que não demorem tanto para acordar como eu e coloquem em prática seus pensamentos e sonhos para o bem comum que não vive sem política, proporcionando renovação e trabalho.

Diogo Tedeschi (GELINHO) é bacharelado em Administração de Empresas, formado na CNEC Capivari, atual aluno de pós-gradução presencial ADM-FGV Fundação Getúlio Vargas Campinas, microempresário proprietário da empresa Kriart Kaipira, presidente da Turma da Barca e do Partido Verde.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar