Casos de Covid-19 em presídios têm aumento de 800%, diz CNJ, que recomenda soltura

A contaminação pelo novo coronavírus em presídios aumentou 800% de maio para junho, segundo o CNJ (Conselho Nacional de Justiça). Nesta sexta-feira (12), o órgão decidiu renovar por mais três meses a recomendação para que magistrados considerem a soltura de presos, com substituição de pena, por causa da pandemia.

Segundo o conselho, desde março, 32.530 presos puderam deixar o sistema penitenciário, a partir da recomendação, em 19 estados. Pelos dados do CNJ, no dia 1° de maio, existiam 245 presos com Covid-19. Hoje, são 2.212 casos confirmados. O número de mortes também aumentou, de 14 para 53.

Entre servidores que trabalham em presídios, o crescimento segue o mesmo ritmo: 327 casos no início de maio contra 2.944 agora. Três mortes tinham sido registradas no mês passado e hoje são 41.

Como comparação, no dia 1° de maio, o país registrava 92.202 casos de coronavírus e 6.412 mortes, enquanto agora já são 805 mil casos e 41 mil mortes.

As informações são da FolhaPress 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar