Câmara Municipal De Capivari Devolve R$ 300 Mil À Prefeitura Municipal

O presidente da Câmara Municipal de Capivari, vereador Flávio de Castro Carvalho (PSDB) anunciou na manhã de quinta-feira, 30, a devolução de R$300 mil do Poder Legislativo ao Executivo Municipal. O anúncio aconteceu durante a “live” do prefeito Rodrigo Proença (PSDB), no Facebook.


O prefeito informou que o recurso será utilizado em áreas prioritárias do município, em especial na área da saúde. A Prefeitura pretende fazer o pagamento de servidores que estão trabalhando no Centro de Triagem do COVID-19, além de repasses necessários à Santa Casa.

“Na última quarta-feira, 29, estávamos fechando a folha de pagamento, quando o presidente nos deu essa excelente notícia da devolução do dinheiro da Câmara à Prefeitura. Com a significativa queda na arrecadação, suspensão de taxas e queda no ICMS, essa notícia dada pelo Flávio veio em momento oportuno. Agradeço ao presidente Flávio e a todos os vereadores pela importante colaboração,” falou o prefeito.


Proença comentou também que neste mês, a queda no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) foi de cerca de R$400 mil em Capivari. “Com o comércio fechado, o município já sentiu grande queda em sua arrecadação, mas Graças a Deus, e ao empenho dos vereadores, teremos essa ajuda da Câmara,” afirmou.


Na oportunidade, o Chefe do Executivo aproveitou para parabenizar o Legislativo Municipal e o presidente Flávio pela excelente gestão e pela reprogramação em seus investimentos para que a cidade pudesse receber essa colaboração neste momento de crise. “A Câmara de Capivari é uma das mais enxutas do Estado de São Paulo e tem realizado um excelente trabalho em favor da cidade”, ressaltou.


O presidente da Câmara, Flávio Carvalho (PSDB) explicou que essa devolução se tornou possível por meio de um contingenciamento no orçamento da Câmara. “Desde o início da pandemia estamos acompanhando todo o trabalho na cidade, participando também do Comitê de Combate à COVID-19 e estamos solidários com este momento, motivo porque realizamos um contingenciamento em nosso orçamento, suspendemos solenidades, formaturas, restringimos despesas e postergamos algumas obras para que pudéssemos contribuir,” disse o presidente.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar