9 dicas para cuidar do motor do seu carro

O motor é indispensável para o funcionamento dos automóveis. Para obter um bom desempenho nas estradas, aumentar a vida útil da peça e economizar tempo e dinheiro a médio e longo prazo, o condutor deve tomar alguns cuidados básicos, além da manutenção periódica uma vez por ano ou, no mínimo, a cada 10.000 km.

Confira nove dicas de como cuidar melhor do seu carro e preservar o seu motor.

Abasteça com combustível de qualidade: você provavelmente abastece seu carro com frequência. Por isso, é o primeiro fator ao qual deve se atentar. Usar bons combustíveis evita danos ao motor e desgaste de outras peças, pois a composição adulterada pode gerar carbonização excessiva. Para evitar problemas, é recomendável abastecer sempre  no mesmo posto e, pelo menos uma vez por mês, utilizar gasolina aditivada ou aplicar algum aditivo, para limpar o sistema. 

Óleo: as trocas precisam ser feitas de acordo com os prazos e o tipo de óleo indicado no manual, que pode variar de acordo com o modelo do automóvel e a quilometragem. Ao realizar essa troca, os filtros de óleo também devem ser substituídos, para prevenir a contaminação do lubrificante por impurezas do filtro velho.

Radiador: crie o hábito de conferir o nível de água do radiador antes de sair, principalmente para viagens mais longas, para que o motor funcione de forma correta, pois, em caso de nível baixo, o motor trabalha em superaquecimento e estraga peças importantes. 

Injeção eletrônica: motor engasgado, marcha lenta e irregular e diminuição da potência do veículo são alguns dos problemas mais recorrentes na injeção eletrônica. Mas, para um diagnóstico exato, as oficinas utilizam o scanner automotivo, que facilita o reparo ao mostrar todas as informações necessárias para um conserto rápido. O scanner também pode zerar o sistema e montar uma nova configuração se for preciso. 

Publicidade

Não andar na reserva, observar o painel, não forçar o acelerador e seguir a manutenção preventiva são algumas das orientações para você cuidar corretamente do sistema. Além disso, peças periféricas, como velas, filtros e cabos, devem ser regularmente verificadas, pois podem danificar outras mais caras, como, por exemplo, os sensores. 

Filtros: os filtros de ar, óleo e combustível têm de ser trocados no prazo estabelecido nas instruções do fabricante, já que são responsáveis por evitar que impurezas cheguem ao motor do carro. Já o filtro do ar-condicionado deve ser substituído ao menos uma vez por ano.

Velas: a mudança de velas é sugerida anualmente na maioria dos carros, porém pode variar de acordo com a especificação do produto. Os veículos com ignição eletrônica e computadores de bordo possuem sua parte elétrica sobrecarregada e necessitam trocar as velas periodicamente.

Mangueiras: as mangueiras precisam ser analisadas em todas as revisões, dado que peças de borracha presentes no cofre do motor envelhecem com o tempo. Sua vida útil costuma ser de cinco anos – após esse período, podem ficar ressecadas.

Bicos injetores: devem ser limpos preventivamente, para evitar dificuldades na partida ou alto consumo de combustível.Correia dentada: o bom funcionamento de todas as peças do automóvel depende da correia de distribuição. Em caso de mau funcionamento, os estragos no motor podem ser irreversíveis. Por isso, é fundamental substituí-la conforme a data indicada pelo fabricante.  

Leia mais artigos no SeuJornal.com

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar