Connect with us

Seu Jornal

Laudo aponta que corpo encontrado em canavial de Rio das Pedras é de natimorto

Cidades

Laudo aponta que corpo encontrado em canavial de Rio das Pedras é de natimorto

laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontou que o corpo encontrado queimado nesta quinta-feira (4) em um canavial de Rio das Pedras (SP) é de um natimorto. Segundo o delegado Vagner Rogério Romano, a mãe, uma dona de casa de 25 anos, afirmou que sofreu um aborto espontâneo e não sabia que estava grávida.

Romano afirmou que o IML constatou que o bebê deixou a barriga da mãe já sem vida e que, portanto, não foram as queimaduras que causaram o óbito. A mulher foi indiciada em flagrante por ocultação de cadáver e foi arbitrada fiança, segundo o delegado.

Conforme o policial civil, a dona de casa admitiu que tentou se livrar do corpo ao jogá-lo em um canavial e atear fogo. Ela informou à Polícia Civil que sofreu o aborto por volta de 9h desta quinta e, como nem sabia da gravidez, se desesperou.

Romano afirmou ainda que ela se disse arrependida e que atuou sozinha. “Ela queria destruir o cadáver, ocultar naquela área e aqui na delegacia disse que estava arrependida”, afirmou.

Exame do IML
Segundo o delegado, por se tratar de um laudo provisório, não foi possível definir se houve um aborto espontâneo ou provocado. O resultado também não apontou em que mês da gestação a mulher estava.

“Como é um laudo provisório, fizeram exames específicos para estabelecer se se tratava de nascimento com vida ou natimorto, porque era imprescindível para estabelecer a responsabilidade dela (mãe)”, afirmou o delegado.

O natimorto pesa 1,68 quilo e mede 43 centímetros, de acordo com o resultado do exame. Romano informou que aguarda novos resultados para definir qual o tipo de abordo e seguir com as investigações.

Canavial
O natimorto foi encontrado em um canavial do bairro Luiz Massud Coury, em Rio das Pedras (SP). Segundo a Guarda Municipal, a plantação estava em chamas e o bebê foi localizado por um bombeiro da própria usina de cana-de-açúcar.

De acordo com a guarda, o bombeiro foi verificar o incêndio e percebeu que havia algo em meio à plantação. Quando se aproximou, avistou o corpo da criança e acionou a corporação. A Guarda Municipal constatou o óbito e informou que o corpo foi atingido pelas chamas.

Informações do G1

Continue lendo
Você pode gostar também
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Cidades

Siga no Facebook

To Top